Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Já Não Sei o Que Sentir

Já não sei o que sentir
E nem o que sinto
Tanto faz o porvir.
Entre curaçau e absinto
Não sei o que servir
Para a minh’alma que tem sede.

Quero sentir paixão
Ardente e sufocante
Quero perder a razão
E me sentir distante
Do tangível e do comum
Não quero ser mais um
Que vai se apaixonar.

Estou farto desses sentimentos
Que surgem e se extinguem
Sem me dar chance de senti-los por inteiro
Parecem brisas que estão prestes a virar vento
Mas que se enfraquecem e se perdem
Pelo caminho – queria eu ter um moinho
De sentimentos para aproveitar cada momento.

Quero apenas sentir
Mesmo que sinta pela pessoa errada
Sei que posso me iludir
Mas se não for assim nunca chegarei ao fim da estrada
Que leva ao limite que um sentimento possa existir
Só assim posso saber o que realmente eu senti.

24/03/06
Miguel Rodrigues
Enviado por Miguel Rodrigues em 25/03/2006
Código do texto: T128293
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Miguel Rodrigues
Barueri - São Paulo - Brasil, 33 anos
1432 textos (42627 leituras)
6 e-livros (1681 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 03:08)
Miguel Rodrigues