Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A TROPA.

Da ladeira da penha
No calçamento gasto
Roído de séculos,
Finda o dia penoso.

No meio da ladeira
Maninha tropeça, cai.
Tenório cresce pra cima dela
Na raiva descontrolada
Na cruel chicotada.

Ela se ergue
Nos joelhos esfolados
Sem uma queixa
O vaqueiro espia a volta
Ninguém reparou,
Ninguém viu.
A noite já é quase
Escuridão
Tudo encobre.

Mas, Nossa Senhora da Penha.
Estava ali,
Bem que ela viu,
Para maninha sorriu
-Não ligue, filha.

   (D’Eu)
Sidnei Levy
Enviado por Sidnei Levy em 24/04/2005
Código do texto: T12830
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Sidnei Levy
Campinas - São Paulo - Brasil, 71 anos
298 textos (20820 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 01:29)
Sidnei Levy