Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Canteiros

Loucura essa vida...
Morreu brandindo
Os fiapos do cipó que rodeava sua casa;
Queria saber as desamarras da vida
Para desfazer as mazelas
Arranhadas no canto do quarto
Embaixo da cama.
Embrenhou-se por esses caminhos
Um pouco estranhos de terra abatida
E foi dar num canteiro onde chovia
Lembranças roxas, pretas e amarelas.
Saiu enlamado e feliz,
Montou na primeira bicicleta e
Enquanto voltava ia tirando as vestes;
Chegou em casa ninguém
Para morrer brandindo os fiapos
Desamarrados da vida
Desmazelada que se desfez

TXAI
Enviado por TXAI em 25/03/2006
Código do texto: T128376
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
TXAI
Campinas - São Paulo - Brasil, 38 anos
11 textos (280 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/16 02:47)
TXAI