Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Pautas da vida


A espera é solitária
como solitárias são todas as esperas
as mãos contritas, perdem-se em abstractos
desenhos etéreos como batutas
cortam o ar, mas a orquestra
não acompanha o movimento
A cidade não se compadece
e alheia, segue os acordes definidos
em cada banco de nevoeiro matinal…

São assim as pautas da vida
 
Luís Monteiro da Cunha
Enviado por Luís Monteiro da Cunha em 27/03/2006
Código do texto: T129330

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Luís Monteiro da Cunha). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Luís Monteiro da Cunha
Portugal, 54 anos
36 textos (837 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 02:33)
Luís Monteiro da Cunha