Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Poema 0252 - Beija-flor


 
Um dia o beija-flor invadiu meus desejos,
entrou por uma porta secreta e depois sumiu,
deixou uma saudade que queima como brasa,
hoje deixo janelas e portas escancaradas,
quem sabe um dia volta e me beija!
 
Diz onde está que vou correndo!
Quero você, meu desejo é constante,
não sei se partiu... ou se só está longe,
estamos ao mesmo tempo muito perto,
muito dentro, um em cada coração!
 
Não lhe quero presa a nenhuma gaiola,
venha quando quiser um beijo,
tenho milhões de desejos de você,
se não voltar, guardo o meu querer,
um dia - quem sabe - volta e me faz sorrir.
 
Sei que o beija-flor não partiu...
quis somente me levar no seu coração,
deixou o dele preso em troca do meu,
quero os beijos, quero sempre lhe dar,
voe de volta, antes que morra de saudade.
 
02/05/2005
Caio Lucas
Enviado por Caio Lucas em 25/04/2005
Código do texto: T12954
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Caio Lucas
São Paulo - São Paulo - Brasil, 68 anos
4429 textos (116253 leituras)
1 e-livros (166 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/16 04:18)
Caio Lucas