Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

COMO A LUA, PERCEBI QUE ESTOU SÓ...

Hoje aprendi que a Lua existe por teimosia
que mesmo a receber o brilho do sol,
estar rodeada de estrelas,
ser parte de um univero espetacular,
está só!...
Por mais amada, admirada que seja,
vai por si trilhando um caminho sem ninguém...
De seu apenas a triste razão que a condena,
as  lutas diarias por  sobreviver!...
O estender de mãos e encontrar
apenas o vazio...
Saber sem condenar
que são fatos que a vida presestinou...
Oferecer de si tudo que tem
dar-se em doce encanto
belos sorrisos,
para o nada ter,
e ainda assim dizer-se feliz...
Hoje com a Lua aprendi
que a vida apesar de dolorida, solitária,
muitas vezes ingrata...
Ainda assim é apaixonante
desde que não a tornemos vazia...


Como a Lua percebi que vou por um caminho solitário,
apesar dos pesares não desisto, luto como fera para nesta "selva de pedras" sobreviver...

 
Santo André
SP-BR

Carmen Ortiz Cristal
Enviado por Carmen Ortiz Cristal em 29/03/2006
Código do texto: T130317
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Carmen Ortiz Cristal
Botucatu - São Paulo - Brasil, 56 anos
454 textos (65579 leituras)
7 e-livros (5343 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 15:43)
Carmen Ortiz Cristal