Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Cantilenas das tordesilhas...

Cantilenas das tordesilhas
Feros em coibir as centelhas
Imersos pelos lábios ávaros
Trancoso, nichos e bávaros
Alinha amáveis em véus
Lástimas daquilo que se passa
Nesta e noutras vidas, devassa
A mão que segura a solidão
Olhos para ver a Espanha
Pessoas que mal enxergam, estranha
Pratos em linha, tártaros
Regatos em olhos bárbaros
Nesse amar, amor, céus
Negam esta fala, atos, liceus
Na ameia o mar, a terra, lázaros
Luz que faz esteio, doces e amaros
Máscaras que descortinam, coração
Nossa água que se sorva, outras centelhas
Ilha que soçobra deste lado das Cordilheiras
Nos Andes celebram um grito de paz
Feros na calma, amigos para quem faz
Vestes dos gregos, Ilhas que se banha
Das mais doces uvas, prazeres vistos, assanha
Vira milênio, eu e ela, a casa
Todas as ternuras, explode tesa
No que anda, essa esquina, sofreguidão.

Sempre. Estamos juntos. Legal.

Peixão89
Santo André-SP-Brasil
Peixão
Enviado por Peixão em 26/04/2005
Código do texto: T13197
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Peixão
Santo André - São Paulo - Brasil, 57 anos
3231 textos (120251 leituras)
1 e-livros (241 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 16:26)
Peixão