Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A TRANSFORMAÇÃO

O azul blue-jeans, essa seda petróleo
Vago num por-de-Sol
Olhos que brilham com a chuva
Que mais brincam, pura fantasia
Qual não seja, é areia, ah! a praia...
Olhares ao calor, brisa nas faces
Que se rubram por tantos gostos
Surrado jeans largado em algum canto
Outra poesia que espera
A mudança de estação
Verso repetido, num ontem passageiro
Nem fica tão translúcido
Vaga como a gaia ciência
Não, sem torturas, fico com o balanço das sondas
Esperando o brilho das estrelas
Revendo em textos, sonhos & pensamentos
Toda a luxúria desse amor
Ao tempo, que nem gasto faz
Há de vir outras recompensas
Esse azul que fulgura
Fustiga novas lembranças, sim todas
De tantos beijos que não foram dados
Na distância, com outra viagem inesperada
As músicas de um show que não foi visto
A mistura de taças, outro bourbon
Para tirar essa fala tedesca
O livro repousa esperando leitura
Frases frescas, escritas há tempos
Hummm! esconde ainda esse sorriso
Até esse brilho intenso do olhar
Ávidos por outras sedas
Púrpuras no luar dos altiplanos.

O que vagou nos sonhos, distância e impaciência.

Peixão89
Santo André-SP-Brasil
Peixão
Enviado por Peixão em 26/04/2005
Código do texto: T13198
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Peixão
Santo André - São Paulo - Brasil, 57 anos
3231 textos (120249 leituras)
1 e-livros (241 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 02/12/16 22:52)
Peixão