Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

H E R E S I A

Falas de maldade
externas o mal
como se dissesses
uma coisa banal.
Não seria melhor se amasses ?
Prá que esta sanha
de mulher fatal,
aranha rendeira
fêmea matreira.

Cometes heresia
mulher-poesia.
Provoca os deuses
no seu desalinho
quando fala do vinho
bebendo meu corpo
comendo minh'alma
na pedra gelada.
Ganhas o que
amada malvada?

Entregue-se !
Desista !
Seu servo é seu dono
porque no abandono
a dor é senhora
e no escuro da hora
te caça
te laça
te abraça

Não insistas !
Pode ser tua desgraça

Meu corpo
está aberto
para o acerto.
Dionisio Teles
Enviado por Dionisio Teles em 03/04/2006
Reeditado em 05/04/2006
Código do texto: T133093

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Dionisio Teles). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Dionisio Teles
Barueri - São Paulo - Brasil, 64 anos
177 textos (43630 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 13:59)
Dionisio Teles