Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

NUA E VULNERÁVEL...



Nua, muito frágil e vulnerável,
como débil lagosta
que perdeu sua crosta,
assim eu estou…

Da crosta, pouco restou.
Fiquei carente,
e dependente
dos caprichos do imponderável!

Talvez eu sinta irrecuperável
a perda daquela crosta.
que me deixa tão exposta…
tal como sou!

A minha debilidade não passou.
Preciso de invólucro novo,
mas nisso não me envolvo…
Para disfarçar do meu ser a nudez,
oculto-me numa ostensiva mudez…
Escondo sensações e sentimentos.
Sufoco gritos, dores e tormentos.

Silente, refugio-me no mutismo…
Será que repudio assim o hedonismo?...









HELENA BANDEIRA
Enviado por HELENA BANDEIRA em 03/04/2006
Código do texto: T133242
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
HELENA BANDEIRA
Portugal
397 textos (11665 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 20:02)
HELENA BANDEIRA