Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Relampago

Relâmpago

Fatima Dannemann

Passou
Como uma chuva a lavar a rua.
Foi-se
sem rastros, nem sombras.
Sem marcas.
Perdeu-se
na poeira do tempo
como a areia da ampulheta gasta.
O que foi,
não lembro.
Quem era,
não teve importância.
Tal como uma flor que murcha
quando chega o inverno,
perdeu-se num canto da memória.
Não deixou marcas.
Não resgatou karmas.
Não teve a menor importância.
Apenas passou.
Como até a pior das intempéries
passa algum dia.
E foi como se nem houvesse chegado.
Maria de Fatima Dannemann
Enviado por Maria de Fatima Dannemann em 03/04/2006
Código do texto: T133320
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Maria de Fatima Dannemann
Salvador - Bahia - Brasil
66 textos (9053 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 12:54)
Maria de Fatima Dannemann