Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Serenata ao Luar

Serenata ao Luar
Sávio Assad
 
Acordei pensando em você, sem motivos aparente
Vi meu dia percorrer sem muitas preensões
A saudade me invadia sem deixar vestígios
Melancólico e sem muito ânimo, ergui meu pensamento.
 
Uma idéia pairou no ar e não me deixou quieto
Faria uma serenata ao luar, à moda antiga
Corri para a janela e pedi aos céus que me enviasse
A lua, Eros, Deus do Amor, preciso de você!!!
 
Na confiança dos deuses, peguei violão e inspiração
A noite chegando de mansinho ia me apresentando
Um céu cheio de estrelas, pirilampos para enfeitar
O meu amor e ornamentar meus sonhos.
 
De um relance, vi a lua surgir, atrás da montanha.
Lágrimas rolaram de meus olhos, Eros, me entendeu.
O Deus do Amor estava me brindando com sua bondade.
E pensando nisso, caminhei até a casa de minha amada.
 
A princípio, com a voz engasgada, com a emoção,comecei.
O Som pairou no ar, em busca de minha amada, entrando
Por frestas e aberturas, numa invasão única e perfeita.
E minha voz, a cada momento explodia, em som mais alto ainda.
 
Silenciosamente a janela se abre e a luz me invadiu.
Um sorriso, largo, claro e puro se expôs em reflexos.
Meu coração, aos gritos chamava pelo seu nome.
Palpitando descompassado e sem um ritmo contínuo.
 
Nos unimos sobre as estrelas e o luar, sem vergonhas
E sobre o reflexo da nossa Deusa Lua, nos amamos.
Agradecido elevei meu pensamento a Eros, pela ajuda.
E vivemos a eternidade merecida de nossas vidas.
 
Niterói - RJ - 11/03/2006
Sávio Assad
Enviado por Sávio Assad em 04/04/2006
Código do texto: T133541
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Sávio Assad
Niterói - Rio de Janeiro - Brasil
419 textos (26704 leituras)
19 áudios (1373 audições)
4 e-livros (106 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 22:39)
Sávio Assad