Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

LÁGRIMAS - DUAS ÓRBITAS DE UMA VISÃO


Escorregam várias gotas incolores,
Desfazendo-se num temporal,
Transformando em prantos,
A alma no silêncio lacrimal.

Há lágrimas de uma alegria,
Pulsando e ativando o coração,
Há dores que fazem à nostalgia,
Decaindo a vida em desilusão.

Existe ainda o choro como música,
Com flauta, cavaquinho e violão,
Saindo o chorinho com bandolim e pistão,
Tudo para conter lágrimas na emoção.

Lágrimas do bem e lágrimas do mal,
Positiva com o elo da alegria,
Negativa anexada na melancolia,
Verdadeiro universo da nossa vida.

Que derramam líquidos no pinga, pinga,
Esvaziando a glândula lacrimal alcalina,
Limpando o par da visão do mundo,
Lubrifica imprimindo mais pureza.

Nem as nossas mãos aparam.
As chuvas que caem dos céus,
Pelos dois globos do universo,
Refletindo tristezas ou alegrias.

Em cada órbita da gema há um olhar,
Cristalinas no olhar de Deus do amor,
Criador desta visão panorâmica perfeita,
Que me faz escrever estes meros versos.

Olhando nos meus olhos como são os prantos:
As lástimas e júbilos formam a existência.




ERASMO SHALLKYTTON
Enviado por ERASMO SHALLKYTTON em 05/04/2006
Reeditado em 07/10/2011
Código do texto: T134148
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
ERASMO SHALLKYTTON
Caxias - Maranhão - Brasil
4168 textos (2055902 leituras)
1 áudios (971 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 09:01)
ERASMO SHALLKYTTON

Site do Escritor