Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

OS DOIS LADOS

não hei de negar:
amei!
e tanto e tanto, ainda, hei de amar
até guardar
[menino ou adulto]
teu primeiro presente de compromisso
[astuto]
em meio aos meus primeiros lembrados caóticos
[achados]
ao lado da morada da razão.

Serás?...

não hei de negar:
amei!
e tanto e tanto, ainda, hei de amar
até achar
[adulto ou ausente]
teu primeiro estado de indecência a encontrar
[absoluto]
os meios em meus meios na primeira ausência de insônia
[perdida]
ao lado da morada da razão.

Serás?...

não hei de negar:
amei!
e tanto e tanto, ainda, hei de amar
até sentir
[ausente ou amante]
teu primeiro acontecer remoído e intermitente
[safado]
em meio a’um misto da primeira lágrima e primeiro riso
[perplexo]
à descobrir a morada da emoção.

Serás!...

não hei de negar:
teu lado de dentro me espanta e do fora me alucina.
Djalma Filho
Enviado por Djalma Filho em 05/04/2006
Código do texto: T134413
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Djalma Filho http://www.recantodasletras.com.br/autor.php?id=686). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Djalma Filho
Salvador - Bahia - Brasil
658 textos (19522 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 15:59)
Djalma Filho