Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

caixa de sapatos

Quem se guarda para si mesmo;
quem se guarda para alguém,
esconde alguma coisa.

Quem se guarda para mim;
quem me guarda para si,
quer mostrar alguma coisa.

Então desmontemos os palcos
carcomidos, com insetos
que há na alma.
Meu espírito é uma caixa de sapatos
com cartas e retratos
antigos.
Desfaçamos a maquilagem
dos rostos melancólicos
que restaram
da última ceia.
Meu coração é o sapato daquela caixa.

Se já não vemos o azul do céu;
se já não sentimos os pés no chão,
a culpa não é do espelho
e nem das cordas da guitarra
que eu não tenho.

Se acreditam ainda nos jovens
como o futuro da nação;
se ainda temos no peito
a fumaça de um depois da álgebra,
continuamos na mesma.

Somos como cartas e retratos antigos
dentro de uma caixa de sapatos.
Dil Erick
Enviado por Dil Erick em 27/04/2005
Reeditado em 29/04/2008
Código do texto: T13442
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Dil Erick
Macapá - Amapá - Brasil, 29 anos
325 textos (13533 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 18:08)
Dil Erick