Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Quanto tempo o tempo tem?

São tantas as histórias
extraviadas no tempo.
Crescimento
da inocência à maturidade,
a idade que chega
aboleta-se na ante-sala da alma
sem pedir licença.

Meus olhos inventam imagens,
visagens, paisagens
memórias das trilhas que percorri:
são caminhos traçados
nas palmas das mãos
nas marcas do rosto
no gosto do ontem.

Meu relógio não tem ponteiros
são meus braços abertos inteiros
a fazer sombra sobre o mundo
dando a dimensão das minhas horas
que são tantas
que são tontas
que são lentas
atentas às mudanças mudas,
surdas aos meus apelos
ao arrepio dos meus pêlos
ao ver o espectro do tempo passar.
Passa o tempo em vão
eu passeio na contramão.

28/01/06
Mauro Gouvêa
Enviado por Mauro Gouvêa em 06/04/2006
Reeditado em 06/04/2006
Código do texto: T134633

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Mauro Gouvêa - www.recantodasletras.uol.com.br/autores/maurogouvea). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Mauro Gouvêa
Alfenas - Minas Gerais - Brasil, 51 anos
432 textos (56521 leituras)
3 áudios (837 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/16 04:13)
Mauro Gouvêa