Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A pedra que falseia...

A pedra que falseia
Por onde rolam as ondas
Nada, após uma tarde, noite se esvai
Orquídeas refletindo os tons da Lua
Pedra que se põe pedra
Falseia em areia que se leva
Outras são as ondas por que aportas
O riso fácil, na boca é inútil não querer
Tantos copos que entorpecem
Casto brilho que se esconde
Como se não pudesse adivinhar o que sussuras
Lenta é a vez que espaira na porta, luz da praia
Qual Jardim que me tomas, outras flores
Pedra, que da pedra se tira
Mesmo que no brilho glauco, sem a tua fala
Sonhas com o que não podes ter
Porque outra pedra na porta pos
Velas ao mar, sonhos fluídos
Gestos para uma boca que nem beijastes
Trêmulas, as mãos sobre outra pedra
Como quem atira na onda, doces pecados
Se queres novos cheiros, choros & movimentos
A Lua invade a sala, entro, alegria
Outra pedra não basta
Pois o medo, essa é a litania
Ficará, assim como passo
E olhando, tal caminho, pela minha praia
Navega com meu próprio brilho.

Ficas com as pedras.

Peixão89
Peixão
Enviado por Peixão em 27/04/2005
Código do texto: T13492
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Peixão
Santo André - São Paulo - Brasil, 57 anos
3231 textos (120252 leituras)
1 e-livros (241 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 02:23)
Peixão