Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Cântico silencioso

Dói a dor latejada
Sem cerimônia ou razão
Fere a alma calada
Magoa, displicente, o coração

Tortura a mente cansada
Que pensa e repensa essa dor
Segue a vida encharcada
Pelo desejo de amor

E um sussurrar a esperança
Lança-se no espírito aflito
Como abraço que descansa
Como abrigo que é bendito

Silêncio longo e profundo
Parceiro da sabedoria
Colore o entorno do mundo
Porque a cor alivia

Assim é que o sofrimento
Lamento de um coração
É canto entoando ao vento
A ausência de afeição.



Priscila de Loureiro Coelho
Enviado por Priscila de Loureiro Coelho em 27/04/2005
Código do texto: T13503
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Priscila de Loureiro Coelho
Jacareí - São Paulo - Brasil, 65 anos
1286 textos (215171 leituras)
1 e-livros (148 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 16:06)
Priscila de Loureiro Coelho