Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

No olho cinza do céu...

Enquanto isso, divago nas cores da vida... ela continua linda e bela, e pronta para nos receber de braços abertos...

No olho cinza do céu
Desse calor que não chega
E demora a atender minhas ânsias
Com esse prazer exuberante
O cinza me impacienta
Por não estar entre suas coxas
Sugando seus lindos seios
Ou beijando ávido esta boca ardente
Nesse cinza, minha vergonha
Transpassa minha sanidade, rápida
Nessa cáustica busca eletrônica
Sufocando solitário, de uma tragada atrás da outra
Como cinza a fumaça esparsa
Em meios tons o som da tarde, a amiúde
No verter  do espaço vago, sem alarde ou vez.
Sem outros prazeres visionários
No olho cinza do céu
Só, espero, vislumbro os perfumes, adornos
Sonhando a olhos abertos e hirstos
De qual imagem que por fim se aproxima
Sim, mais um sonho...

Para minha surpresa, o tom dos olhos me fez falar além da conta. Mas fiquei com a impressão de que gostou. Humm! esse peito me deixou alucinado pelo gosto que ainda não senti.

Peixão89
Peixão
Enviado por Peixão em 28/04/2005
Código do texto: T13613
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Peixão
Santo André - São Paulo - Brasil, 57 anos
3231 textos (120250 leituras)
1 e-livros (241 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 13:55)
Peixão