Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

LIBERTA LIBERDADE

Vejo a multidão sinto silêncios
De guizos presos nos braços
Da angústia de sentimentos
Presos em masmorras invioláveis.

Olho o mar sonho distâncias,
Olho a floresta e sonho verdes
De esperanças a aflorarem
No horizonte da minh’alma

De ver liberta a liberdade
Depois de tantas mortes geradas
Pelo homem que preda o homem
Para tomar do outro as riquezas,

Depois relata em épicos mentirosos
Com palavras que ocultam a verdade
Dos atos desumanos praticados
Contra o irmão semelhante,

Que será, na árvore da história,
Um galho partido e seco.
Em mim cresce uma onda de desejo
De ver revoluções e guerras extintas

Deixando campo para a cruzada
De recuperação da centelha de Deus
Que fez deste planeta uma escola
Para evolução da raça humana.

20/12/04.
Maria Hilda de Jesus Alão
Enviado por Maria Hilda de Jesus Alão em 28/04/2005
Código do texto: T13617

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Cite o nome do autor). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Maria Hilda de Jesus Alão
Santos - São Paulo - Brasil
848 textos (343133 leituras)
19 áudios (10580 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 06:30)
Maria Hilda de Jesus Alão