Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

MORTE DO POETA

CHOREM, POETAS CHOREM
PORQUE UM POETA MORREU
CHOREM ORQUIDEAS , CHOREM ROSAS
RIAM CACHOEIRAS, VIVAM AS PROSAS
PORQUE ESSE POETA SOU EU

NO MEU FUNERAL, QUERO CANTICOS
POEMAS LINDOS DE AMOR
TRAGAM VIOLAS, TRAGAM GUITARAS
CANTEM AO MUNDO, CORTEM AMARRAS
NÃO QUERO LÁGRIMAS DE DOR

SE UM DIA ALGUEM SE LEMBRAR
QUE ESSE POETA ERA EU
CANTEM UM FADO, UMA CANÇÃO
SINTAM QUE POEMA É CORAÇÃO
DE UM POETA QUE MORREU
Alma Lusíada
Enviado por Alma Lusíada em 09/04/2006
Código do texto: T136374
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Alma Lusíada
Portugal
104 textos (18767 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/16 08:20)