Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A PANCADA DA POESIA

A PANCADA DA POESIA

Mário Osny Rosa

De pancada em pancada
Minha poesia é respaldada.
Sempre com uma palmada
Logo ela é despertada.

A pancada social
É mais uma chamada.
Ela é muito questionada
Num momento crucial.

Num momento de euforia
transmite certa alegria.
Que logo o leitor enebria
Numa noite calada e fria.

Toca a alma com harmonia
Em noite de calmaria.
Tudo refletia no final do dia
Quando se recolhia.

Se Pessoa fosse vivo
Não estaria atirando.
Que poeta só mente
O que fala nem sente.

Seu mundo era outro
Que difere do atual.
Vivia mesmo absorto
Sem o mundo virtual.

São José/SC, 9 de abril de 2.006.
   morja@intergate.com.br
www.mario.poetasadvogados.com.br
Asor
Enviado por Asor em 09/04/2006
Código do texto: T136420
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Asor
São José - Santa Catarina - Brasil
1677 textos (36867 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/16 04:37)
Asor