Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A Solidão

Eu ainda me lembro quanto eu te precisava
Eu fiz tudo pra você, mas você nem me apreciava
Você sabia que eu te amava, você sabia que eu sempre te ajudaria
Você só fez o que você queria, você até me ignorava todo o dia.

Todas as noites eu sentava sozinha no sofá, esperando a sua chamada
pensando se você algum dia me daria o amor que eu tanto queria,
um mistério sem saída, um viagem sem partida.
Não tinha nada que eu possa fazer
só esperar o que ia acontecer, esperando ansiosamente por você.

Quando eu te amava e te adorava,
o tempo me passava pensando constantemente de você,
escrevendo folhas e folhas de carta com seu nome
passaram três anos esperando por uma resposta e nada…
… absolutamente nada.

Solidão, eu estou tão sozinho
Solidão, me dá o seu carinho
Solidão, me mata de uma só vez…
Solidão, não me deixa sentir a dor do amor que não foi correspondido.

Eu isolava eu mesma nesse quarto escuro –
com os meus chorros, com os meus suspiros
sem sossego, e sem sussurro de um intento de um amor intenso.

Solidão, eu estou tão sozinho
Solidão, me guia no seu caminho
Solidão, me mostra o seu lindo jardim… o paraíso
Solidão, não me deixa estar aqui mais que um minuto,
para sentir esse amor que não foi correspondido – é absurdo.

Quando eu ainda te amava,
As águas do meu oceano já esvaziou por falta de amor
As estrelas do meu céu já desapareceu por falta de calor
As fantasias do meu sonho já abandonou por falta de valor
A luz do meu sol já não brilha como antes por falta de vigor

As fotografias do meu diário já inflamou no seu fogo –
não de amor mas de dor
As rosas do meu jardim já desfaleceu por falta de ar –
em no verbo amar
As palavras da minha música já perdiu o sentido de viver –
por falta do seu querer
e demorou muito tempo pra te esquecer, mas parei de pensar em você.

Começei viver a minha vida sem você, agora vê quem está no meu lugar,
uma miséria sem esperança, uma história sem vingança.
Você havia mudado o seu pensamento,
e o seu coração havia mudado o seu sentimento
mas agora não me importa o que você pensa e o que você sente,
não importa o que espere de mim, só me importa é que eu esqueça de ti.

Agora não tem nada mais o que você pode fazer para ganhar o meu amor
todas essas noites você está sentado sozinho no sofá,
esperando a minha chamada…
… uma chamada que nunca vai chegar.
Não tem nada mais que você pode fazer
só esperar o que ia acontecer, esperando ansiosamente por mim.

Solidão, eu estou tão sozinho
Solidão, me dá o seu carinho
Solidão, eu estou tão sozinho
Solidão, me guia no seu caminho
Solidão, me mata de uma só vez…
Solidão, não me deixa sentir a dor do amor que não foi correspondido.
 
Copyright@2005 Michelle Carreiro
Michelle Carreiro
Enviado por Michelle Carreiro em 28/04/2005
Código do texto: T13659
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Michelle Carreiro
Estados Unidos, 40 anos
285 textos (9094 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/12/16 18:41)