Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

CADA VEZ MAIS PERTO

Ando pela rua de sua casa,
encosto meu ouvido em sua parede,
seu coração escuto batendo, compassado,
à espera de um grito fervilhante
que te faça sair e que te arrepie,
em ti faça de novo nascer a vontade
de reconhecer cada um pelo seu nome,
o que faz, onde mora, o que sonha,
o que come, se tem sorte, se dorme,
como vão os filhos, se já curou o corte,
entre, venha, venha tomar um café...

Seus olhos entre cortinas espia
o mundo chumbo e cinza,
suas esquinas, suas meninas,
vontade de ver, o próximo reconhecer,
descobrir-lhe o código, tirar-lhe o rótulo,
seus olhos como periscópios hão de descobrir
os pequenos furtos e os grandes negócios,
os templos onde ordenham ingênuas almas,
lágrimas rolarão em tua face ao descobrir
um porto da morte para cada barco que nasce,
o queixume de quem colhe frutos e só recebe
cascas e cascos e bagaços...

O primeiro passo é ser amante do vento
e descobrir seus rebentos,
a brisa, ciclones, tempestades,
viver todas as estações em plenitude e vontade,
descobrir no topo da lagoa o coro de rãs
que entoa o cântico suave e angelical,
gastar os sábados deixando-se medir
pelos olhos do sol, confundir-se com marés,
instituir o dia do "Eu Mesmo Decido O Que Fazer",
consertar o que vale a pena ser consertado,
deixar-se levar pelo seu velho e bom coração,
caminhar por entre árvores que exalam
o perfume verde, esquecer, nem que por um segundo,
de quem foi, de quem é, quem será,
só ser o que nunca foi, nunca é, nunca será,
descobrir-se em novo mundo,
recomeçar o quase terminado,
visitar o lugar de onde nunca saiu
e dali partir correndo para encontrar-se
com você, agora, para sempre.


Preto Moreno

























Preto Moreno
Enviado por Preto Moreno em 10/04/2006
Código do texto: T136910

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Orivaldo Grandizoli). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Preto Moreno
São José do Rio Preto - São Paulo - Brasil
6768 textos (102472 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 10:26)