Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Teatros

Teatros (Máscaras de nós)

Pelas mãos arbitrárias,
Pelo cinza dos preconceitos,
Pelas ruas repletas de máscaras,
Por não mostrarem o que levam no peito,
Pelo falso juízo, pelas mentiras tantas,
Pelas falcatruas, pelas artimanhas,
Outra forma cruel de matança.
Pelos cordeiros dentro dos lobos,
Pelos que pensam ser a vida uma peça,
O dia um grande cenário,
Aproxima-se a última cena,
O levantar das cortinas, o ultimo dia do calendário,
No enorme palco que imagina, eterna ausência,
Sobrou você, sem pintura alguma, a verdade em essência,
Não há luzes, holofotes, silente breu,
Sobrou você e sua consciência.
Que pensa?
Encenar pra Deus?

Tonho França
Tonho França
Enviado por Tonho França em 10/04/2006
Código do texto: T137046
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Tonho França
Guaratinguetá - São Paulo - Brasil, 51 anos
82 textos (5757 leituras)
4 e-livros (356 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 00:53)
Tonho França