Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Perdão à solidão


 Solidão amada
 A que devo tanto amor?
 Que voltas para mim
 Sem um pingo de mágoa ou orgulho
 Para mim
 Eu, que fui deitar-me com a mulher
 E que a ela tudo jurei
 E por ela disse que te abandonaria para sempre
 Minha linda solidão...
 Que de mim não se cansa e para mim sempre volta
 Porque tu me amas?
 Eu que não te quis um dia
 Que te maldisse e de ti fugi
 De onde vem este amor tão altruísta?
 Eu te amo solidão
 Mas um dia vou partir
 Talvez eu volte
 Entenderei se não estiveres mais aqui
 Mas tu sempre estás...
 Esperando em pranto
 Para que mais uma vez  nos amemos
 Para escutarmos nossas músicas
 Para juntos lermos nossos livros
 E juntos escrevermos poesia
 Ainda que saibas
 Mais dia, menos dia
 Tornarei a trair-te
 Que amarei a mulher de novo
 E por ela te amaldiçoarei
 Não me ames tanto solidão
 Não mereço a ti
 Meu lugar é o vazio
 Longe de qualquer amor
 Perto do que se arrasta
 Solidão amada
 Perdoai-me
Bernhard Schmitz
Enviado por Bernhard Schmitz em 10/04/2006
Código do texto: T137085
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Bernhard Schmitz
Alemanha, 39 anos
11 textos (748 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 05:46)