Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Sem Você

Do princípio
ao fim foi
meio assim:

briga prá cá,
briga prá lá,
igual as abelhas
de ferrão
absinto.

Não tinha jeito:
era comum,
era difícil,
era pro povo ver,
tão ingrato,
tão sutil estas
desfeitas.

Que posso fazer?
Rainha ela não era
nem rei jamais fui,
o jeito meio escravo
de fazer,
era desfazer!

Então,
num raiar de sol
sem canto de ave-maria,
ela pegou o bonde
e eu o trem meio vazio!

Mas, tudo em vão!

Você me queria
eu te amava!
A gente só brigava
por amor,
de raspão.

Hoje te enlaço e peço,
volta ao meu largo,
que de saudades
já basta,
eu sem você
você sem mim.

E não deixa nunca mais,
ser vaga,
ser sua propriedade amarga.

Volta, volta de vez,
pela primeira porta,
senão minha vida desaba,
minhas tranças entravam,
e minha vida é levada embora!

José Kappel
Enviado por José Kappel em 11/04/2006
Código do texto: T137170
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
José Kappel
Nova Friburgo - Rio de Janeiro - Brasil
2147 textos (26783 leituras)
1 e-livros (125 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/12/16 12:43)
José Kappel