Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Alma Prisioneira.

  Alma Prisioneira.
    (Sávio Assad)
 
Tenho me sentido muito triste
Estou aprisionada neste corpo inerte
Tento me desvencilhar dele,mas perco as forças.
 
Eu quero viver os campos floridos
As matas com seu cheiro de frescor
O sol que brilha lá fora.
 
Viver este dia lindo sobre a areia da praia
Essa noite sobre esse céu imenso e estrelado
Vendo a lua a banhar este corpo.
 
Fui imposta a viver neste corpo sobre uma cama
A lutar por uma vida, sem esperança de viver
Olhando esse teto branco e opaco, a meia luz.
 
Pessoas já não vem mais aqui...
Através deste olhos embaçados vejo uma imagem
A mexer neste corpo para lá e para cá.
 
Sem expressão nenhuma,sem amor,sem carinho
A me confundir com máquina
Tão mecanica é sua atuação.
 
Me liberte deste corpo inerte
Deixa eu vagar nos campos
Deixa eu sair pelas veredas, sem rumo.
 
Sou uma alma aprisionada
Peço o seu amor e uma palavra de carinho
Peço a liberdade
 24/09/2005
Sávio Assad
Enviado por Sávio Assad em 11/04/2006
Código do texto: T137308

Áudio
Alma Prisioneira - Sávio Assad
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Sávio Assad
Niterói - Rio de Janeiro - Brasil
419 textos (26704 leituras)
19 áudios (1373 audições)
4 e-livros (106 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 08:09)
Sávio Assad