Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Epitáfio

... um intervalo no vazio
no solitário mar um navio
livrei-me da agonia
que outrora sentia.

Uma porta se abre
Mas ninguém bateu
O que ninguém sabe
É o que não queremos saber.

As folhas do calendário
Caem tão depressa
Mas hoje é eterno
Não chegará meu aniversario.

O coração sofre pra bater
O sangue é ruim, é podre
A alma é arrependida
E o espírito está condenado.

... e o remorso?
Remorso remoeu o resto
A angústia atirou pedras
E o ódio deu risada de mim...

23/04/05
Miguel Rodrigues
Enviado por Miguel Rodrigues em 12/04/2006
Código do texto: T137948
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Miguel Rodrigues
Barueri - São Paulo - Brasil, 33 anos
1434 textos (42663 leituras)
6 e-livros (1681 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/12/16 10:55)
Miguel Rodrigues