Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

OUTONO

Hoje não vejo o meu jardim florido
As flores estão murchas e sem vida
No redemoinho de folhas ressequidas
As rosas e os cravos perderam o viço.

O sol não é mais o mesmo em seu brilho
(Entristeceu o esplendor do belo sorriso)
Dando espaço para o frio e a chuva miúda.

O azul anil deste céu que é magistral
Foi substituído por nuvens cinzentas
Anunciando um fortíssimo temporal
No vento que ceifa o frondoso pé-de-laranjeira.

É o outono dos dias tristes e incertos...
Preparando a chegada de mais um inverno.


D.A.R
Uma Mulher Um Poema
Enviado por Uma Mulher Um Poema em 12/04/2006
Reeditado em 13/04/2006
Código do texto: T138196
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Uma Mulher Um Poema
São Paulo - São Paulo - Brasil
2888 textos (497314 leituras)
75 áudios (27406 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 17:52)
Uma Mulher Um Poema

Site do Escritor