Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

ROMPE-SE O CRISTAL

Tanto desejei que me amasses,
Acalentei tuas mãos nas minhas
Acariciei teu rosto, beijei tua boca
Aconcheguei-te a meus braços,
Dócil, submissa, apaixonada...
Tantos sonhos, tantas esperanças
Resplandecia o sol em luz e calor
Encantava a lua em seus mistérios;

Tanto desejei que me amasses,
Ofertei cálido o coração amante
Na alma abnegado amor,
Entreguei-te o melhor de mim:
O sorriso da mulher apaixonada,
O silencio da amiga presente,
O carinho da companheira,
Cumplicidade, amante ardente;

Tanto desejei que me amasses,
Senti em ti a indiferença
O coração empedernido
Frio, arredio, alma distante,
Impassível diante do meu sofrer,
Impessoal aos meus desejos,
Bebi no cálice o fel da traição
Desmorona-se o castelo de sonhos
Rompe-se o puro e belo cristal;

Tanto desejei que me amasses,
Com o amor da alma mais pura
Sem traumas nem preconceitos,
Sem opressões ou limites,
Longa!...Negra noite é tua ausência;

Tanto desejei que me amasses,
Mas o amor não se impõe
O amor apenas acontece
Tanto desejei e estou só...
Só, com minhas lembranças.

Santo André - SP - BR
30.01.2005
Carmen Ortiz Cristal
Enviado por Carmen Ortiz Cristal em 30/04/2005
Código do texto: T13855
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2005. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Carmen Ortiz Cristal
Botucatu - São Paulo - Brasil, 56 anos
454 textos (65586 leituras)
7 e-livros (5343 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 07:54)
Carmen Ortiz Cristal