Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Apenas Palavras

Não tenho muito a acrescentar à bagagem que levas
É um erro pensar que o que temos
A dizer seja útil a quem quer que seja,
Por mais sábias que sejam
Tuas palavras soarão a uns como piegas
A outros, como arrogantes...

Guarda tuas palavras, filho meu!
E deixa que tudo se passe em silêncio.
Por que quebrar o equilíbrio do dia?
Por que pensar na ordem imposta?
Aquele que passa ao longe,
Mãos para trás, cruzadas as costas,
Tem para si explicações sobre todos
Os fatos da vida.

Por que haverias tu de Gritar
Acordando quem dorme
Espantando quem medita
Unicamente por pensar que tuas
Conclusões a respeito de certos fatos
Parecem-te tão extraordinariamente
Verdadeiras a ponto de achares que
Todos precisam conhecê-las?
Até mesmo
O ancião que passa absorto ao longe!

Guarda para ti tuas palavras,
Ainda chegará o tempo de
Tu mesmo corrigi-las
Por hora, basta que apenas silencie
Sebastião Alves da Silva
Enviado por Sebastião Alves da Silva em 14/04/2006
Código do texto: T138829
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Sebastião Alves da Silva
Imperatriz - Maranhão - Brasil
687 textos (27270 leituras)
2 áudios (87 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 18:18)
Sebastião Alves da Silva