Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Sexta-feira (santa?)

Um dia triste, frio e molhadiço
e a Sexta-feira nem parece santa;
poucos se sentem com o compromisso
de ver no Cristo a dor que se levanta

e nem se importam se for necessário
negá-lo agora por alguns trocados;
sua ambição transforma num calvário
a vida amarga dos necessitados.

Há tanta fome, dor e desalento
nos corações dos homens infelizes;
há tanta falta de discernimento
e o mal se alastra com tantas raízes

que a Sexta-feira Santa nem parece
lembrar a dor daquele numa cruz
cuja razão de vida era uma prece
resplandecendo paz, amor e luz.

Infelizmente para a maioria
a Sexta-feira Santa representa
que a carne é proibida neste dia
e nem percebe o mal que o alimenta

ao ter no coração a falsidade,
a inveja, o orgulho, o ódio e a opressão
que torna tão pior a humanidade
e a vida um poço de decepção.

A Sexta-feira não será santa enquanto
o homem não parar com a mania
de se fingir de bom, fingir-se santo,
crucificando o Cristo a cada dia!
Poeteiro
Enviado por Poeteiro em 14/04/2006
Código do texto: T138867
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Poeteiro
Santos Dumont - Minas Gerais - Brasil
440 textos (10790 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 17:27)
Poeteiro