Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

FADO MEU (noite fadista)

NOITE FADISTA

SENTADO NO MURO DO CASTELO
OLHAR PERDIDO NO HORIZONTE
AOS PÉS UM CENÁRIO TÃO BELO
O TEJO, LINDO MANSO SINGELO
REBOLANDO DEVAGAR ATÉ Á PONTE!

PEGO NA MINHA GUITARRA E CANTO
UM FADO TRISTE SOFRIDO, TRINADO
MINHA VOZ, SOA COMO UM PRANTO
MINHAS MÃOS TOCAM POR ENCANTO
AFAGANDO TERNAMENTE O MEU FADO

HÁ FADO MEU, ALMAS SOFRIDAS
FADO DAS VIELAS NO MEU CORAÇÃO
DE NOITES AMADAS, NOITES PERDIDAS
CORTANDO AMARRAS, DE AMANTES SENTIDAS
GUITARRA GEMENDO, SOLUÇANDO EMOÇÃO
Alma Lusíada
Enviado por Alma Lusíada em 14/04/2006
Código do texto: T138932
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Alma Lusíada
Portugal
104 textos (18766 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 07:01)