Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

[Vaga Estrela Solitária]

[A você, é claro]

Diferente de você, a minha dor de “não sei o quê”
não vai virar a esquina não,
ela marcha atrás de mim, como um cão doentio
que não me pertence,
ou eu não quero que me pertença,
ou não sei que me pertence —
dá no mesmo, pois, alheio a minha vontade,
esse cão tristonho escolheu-me,
apegou-se a mim como uma sombra.

"Não sei o quê" não é um nome para essa dor,
para esse esvaimento gotejante,
para esse olhar impreciso lançado
sobre uma longa trajetória percorrida,
percorrente ainda...

E adiante dos meus passos — o quê?
O Nada, essa vaga estrela solitária
na extensão infinita de uma noite escura.

[Penas do Desterro, 14 de abril de 2006]
Carlos Rodolfo Stopa
Enviado por Carlos Rodolfo Stopa em 14/04/2006
Reeditado em 01/07/2012
Código do texto: T139022
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Você deve citar a autoria de Carlos Rodolfo Stopa e o site http://recantodasletras.uol.com.br/autor.php?id=1377). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Carlos Rodolfo Stopa
São José dos Campos - São Paulo - Brasil
958 textos (48318 leituras)
34 áudios (3345 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 19:18)
Carlos Rodolfo Stopa