Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

ACEITOS

Agora,
aceitas um pouco mais
meus defeitos e minhas exatidões;

teu olhar,
cada vez mais cativo,
que me vê entrar suado e sair cheiroso do banho:
aguarda-me!

O tempo de rasgar a roupa em insanidade
é coisa do passado:
foi brincadeira da paixão.

Mas a nudez dos corpos e das almas,
preservada em intimidade de meninos,
sabe que soubemos escolhermo-nos certos
para falarmos, cada vez mais, de amor a sério,
para compormos a planilha de custos da casa
e para catarmos frutos achados ao acaso.

O instante de despirmo-nos sem compostura
não é privilegio do amor em juventude,
é um doce presente da loucura
que nos deu olhares,
cada vez mais pasmos,
para que eternizássemos a beleza da nossa nudez:
quanto mais envelhecida, mais ansiada.

Agora,
aceito, um pouco mais,
tuas imperfeições e teus conceitos.

Djalma Filho
Enviado por Djalma Filho em 14/04/2006
Código do texto: T139231
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Djalma Filho http://www.recantodasletras.com.br/autor.php?id=686). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Djalma Filho
Salvador - Bahia - Brasil
658 textos (19518 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 17:00)
Djalma Filho