Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Poesia Sem Fim

Poesia não tem fim,
Já que amor nunca acaba,
saudade também não...
 
Por vezes amor é lido em linhas ardentes,
E, saudade em entrelinhas...
Por vezes, amor é começo,
Por muitas vezes, saudade é o fim...
Por vezes ele é lágrima de emoção,
Por vezes ela é lágrima da separação...
Tão diferentes... tão inseparáveis...
 
O amor caminha permitindo à saudade,
Pequenos atalhos, para que o fortaleça.
A saudade, espera...
A fraqueza do amor...
 
Ele suplica ao tempo que pare,
Ela... Que o tempo crie asas...
O amor se faz presente,
A ausência é presente da saudade...
Amor é dono, saudade é sombra...
Amor é cuidado,
Saudade é descuido...
 
E, poesia não tem fim,
Enquanto se falar de amor,
Enquanto se calar de saudade...
Enquanto amor for vida,
Enquanto saudade for sopro...
Enquanto se viver de amor
Enquanto se morrer de saudade...
ziza Silvestre
Enviado por ziza Silvestre em 15/04/2006
Reeditado em 13/06/2006
Código do texto: T139295

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
ziza Silvestre
Ourinhos - São Paulo - Brasil, 53 anos
217 textos (14087 leituras)
1 e-livros (52 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/12/16 12:28)
ziza Silvestre