Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Homenagem ao Espírito de Gravidade

Espírito de Gravidade
Tu és meu escorpião
E por isso te amo

Muito demorei a ver
Que comigo estivestes
Desde o nascimento

Espírito de Gravidade
Tu és um fardo
És uma honra
E anseio por matá-lo

Espírito dos Infernos
Tu me queres morto
Por vezes me sufoca
Tenta afogar-me
Em desespero

Espírito de Gravidade
Eu o amo
Tu transforma meu dia em trevas
Mas me impedes de ser rebanho

Espírito de Gravidade
Tu me não queres humano
Fazes de meu mais vil pensamento
Pura poesia
Tu me arrastas para solidão
Para o frio
Para o vento

Espírito de Gravidade
Quero matar-te
Pois o respeito
Quero te forte
Para que como oponente
Seja carniceiro
Sanguinário

Espírito de Gravidade
Tu és um fardo
Tu ri de minha carcaça
Diverte-te com meus anseios
Ri de meus medos
Torna-me cruel
Como tu
E por isso contigo sigo
Para baixo
Para baixo
Juntos
Tentando a Morte
Que nos odeia
Que dela nada tememos
Nem eu, nem tu

Espírito de Gravidade
Meu escorpião
Meu grande fardo
Minha grande Honra

Bernhard Schmitz
Enviado por Bernhard Schmitz em 16/04/2006
Reeditado em 18/04/2007
Código do texto: T139801
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Bernhard Schmitz
Alemanha, 39 anos
11 textos (748 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 04:34)