Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Sem Ninho, Sem Azul

se disser
não
caio no
sim.

se emudecer,
apócrifo,
desabo
sem voz.

a vida
foi toda
assim.

uma hora da manhã
badalava, ao triste
vento,
o relógio
de minha vida,
sem perguntas,
sem respostas:
apenas insensível
às minhas inglórias
batalhas perdidas
de véspera,
vestal às vitórias
comemoradas
sem festa.

assim sou eu:
um caminho
de entraves,
entre a vida
e a morte,
lento e
sem ninho.
José Kappel
Enviado por José Kappel em 16/04/2006
Código do texto: T140010
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
José Kappel
Nova Friburgo - Rio de Janeiro - Brasil
2147 textos (26789 leituras)
1 e-livros (125 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/16 02:43)
José Kappel