Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Deste Amor Não Escapo

Sei que deste amor não escapo,
sei que me leva, e me leva por bem,
feito criancinha de colo sem
lado pra escorregar.

Sei que deste amo não escapo,
sei que ele me leva feito sol,
de meio-dia por sombras de medo.

Tudo isso porque:
se o tempo vai em dois passos
recuo, de bravura, meia-légua
de distância, sem ressalto.

Amor, amor de verdade
não existe mais.

Achar,pior ainda e
vivê-lo só de martírio

E neste bar de dez cadeiras
à luz de mafuá e garçons
de brinquedo,
sentam dez voluntários,
que procuram vida
fora dela,
e não mais vida
dentro dela.

Escorre em mim o tempo da bravura,
onde os solitários se escondem
na fumaça.

Onde os solitários se maculam
por cada copo sorvido
e, pelo mundo,
o tempo vai morrendo na hora
dos sozinhos.
José Kappel
Enviado por José Kappel em 18/04/2006
Código do texto: T140913
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
José Kappel
Nova Friburgo - Rio de Janeiro - Brasil
2147 textos (26782 leituras)
1 e-livros (125 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 01:27)
José Kappel