Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

LAÇOS DE FAMILIA

Queria fazer uma plástica no espirito,
retirar o que tem de esquisito,
quem sabe uma asa que se quebrou na descida,
ou quem sabe essa parte adormecida...

Queria me recuperar numa clínica de gestação,
recriar, em ambiente terno, meu eterno coração,
depois, dopado, me recriar ao Criado,
comer a maçã e acabar com o pecado...

Se você quer, saber, tenho nome,
me chame de vizinho, galo de briga,
não me aporrinho, tenho de anjo e de biga,
cuido de mim e de mim cuido eu,
sou pela espiritualidade,
de esculpir tenho necessidade,
na minha mente você é quem deve decidir
se quer ser semente fluente para fluir...

Mas, antes, já estou.
O esclarecimento que devo apresentar
está longe de explicar o ar,
de como se compõe um aluvião de quarks,
que me torna matéria engenho e arte,
eu, ego e própolis da miserável megalópolis,
devo nunca dizer como fazer para bailar,
antes, devo esclarecer o espirito do colibri,
como vim pairar aqui,
em flores de sabonete e origami,
transfiro a resposta a quem abre a porta
do penúltimo paraíso, no fundo, tenho juizo,
não escondo de ninguém que amar faz muito bem,
a questão é saber em que cidade luminosa estão
os que devem se reunir em familia
para resolver como dar o coração.


Preto Moreno
Preto Moreno
Enviado por Preto Moreno em 18/04/2006
Reeditado em 18/04/2006
Código do texto: T141074

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Orivaldo Grandizoli). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Preto Moreno
São José do Rio Preto - São Paulo - Brasil
6780 textos (102538 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 01:20)