Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

GRAZIE, ENTALHISTA!


SENTIMENTO ENTALHADO


Nadir Silveira Dias


Um misto de sofrimento,
Carinho e proteção.

É o que sinto
Na expressão dos olhos,
Da face da mulher índia.
Como a perguntar-se:
Qual será o teu destino?

E a mão protetora
No dorso do bebê índio,
Aconchegado em seu peito,
A afirmar que não importa
Qual seja ele, "Eu estou aqui"!
"Eu te protegerei"!

Essa grandeza, maternidade,
E o descaso oficial
Aos irmãos autóctones,
Realidade dura

Que há muito percebo,
E agora vejo expressadas
Pelas mãos do autor,
Sensibilidade do artesão,

Na madeira nobre, escavada,
Nas terras de Veranópolis,
Buono, vecchio Sach, artista,
Escultor em madeira,
Grazie, grazie, grazie, entalhista!


Extraído do livro "Rastros do Sentir", Poemas Reunidos, pp. 111-112, Nadir Silveira Dias, Porto Alegre, 1997.


Escritor e Poeta – nadirsdias@yahoo.com.br
Nadir Silveira Dias
Enviado por Nadir Silveira Dias em 19/04/2006
Reeditado em 08/06/2006
Código do texto: T141426
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Nadir Silveira Dias
Porto Alegre - Rio Grande do Sul - Brasil
1036 textos (153811 leituras)
4 e-livros (380 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 23:44)
Nadir Silveira Dias