Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

VIDA!... APENAS

Rosa Ramos Regis - Natal/RN - 2001

A vida saltita à minha frente.
Canta. Mostra que é feliz.
E muitas outras vidas, outros entes,
saltitam e cantam de forma diferente
fazendo ver, pura e simplesmente,
que o mal... a morte... não há em suas mentes.
É o seu cantar que assim o diz.

São sons diversos
do Ser que APENAS VIVE
O MOMENTO - O AGORA! Sem pensar no amanhã.
Vive a beleza  do nascer da Aurora
curtindo cada segundo com afã.

Vive!... Só vive!
Aproveitando tudo
que a Natureza, bela que é, lhe oferece.
Não percebendo a "morte"... que o deixaria mudo.

... e só de pensar nela, minha voz emudece.

-Feliz é tu, amigo!... que não refletes mal!
Só BEM em ti existe!

-E assim, como ser triste?!

-A morte não está em ti. Não te possui!

-E... Se... ela te abate!... não é que ela te mate!
Pois tu só vives!
E... assim... a vida é que se vai!

-E... sem que tu percebas... o fim da vida chega.
E, então, tu, feliz... jaz!!
            -
-Pra mim é diferente, amigo!
A morte me possui.
Está na minha vida.
Na minha mente flui:
fazendo-me lembrar o que sou... o que fui...
e o que poderia
ter sido se a vida não tivesse o sentido
de morte...
e só o de vida lhe fosse permitido!

-Não sei...
Mas... bem queria poder apenas ser!
Sem lembrar que a morte um dia vai me ter!
Ou pior:
Que eu a tenho no meu próprio viver
que, de forma sofrida,
é sempre "Morte!... Vida!... e morte!..." Sem guarida,
sem paz... até morrer.
Rosa Regis
Enviado por Rosa Regis em 19/04/2006
Código do texto: T141720
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Livros à venda

Sobre a autora
Rosa Regis
Natal - Rio Grande do Norte - Brasil, 67 anos
383 textos (153806 leituras)
1 e-livros (8 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 10:03)
Rosa Regis

Site do Escritor