Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Existências

O que é a nossa existência?
Do que somos feitos?
Porque ansiamos?
O que somos?
E o que seremos?
 
Fomos criados por um Ser fenomenal que esta acima do normal.
Ser esse onde não existem adjetivos suficientes para qualificá-lo. A esse Ser damos o nome de D'us, o poder supremo.
 
Para essa nossa existência nos foi dado uma forma física, material para encobrir o brilho de nossos corações ou quem sabe para não ofuscarmos o sol.
 
Tantas atrocidades vemos por ai, ai eu paro e penso no porquê de D'us nos ter dado esse imenso sentimento que premeia nosso coração, sentimento esse que nos faz relevar, nos faz aceitar o que muitas vezes estamos a passar.
 
Ah o amor...
Que deixa nossos dias mais suaves, que faz nossos olhos cintilarem como a luz das estrelas, tornando-nos mais bonitos como se a nossa volta existisse uma aura diferente, radiosa, mostrando-nos que amar é sinônimo de inteligência, pois os que amam não têm tempo para verem as trevas, pois esse tempo é repleto de luz.
 
O amor é uma das maiores sabedorias divinas, e as pessoas que são detentoras desse sentimento nunca adoecem, pois seus pensamentos não se perdem em lamúrias, nas tristezas das impossibilidades, sempre indo em busca da confirmação desse sentimento. Quem ama é um constante guerreiro, guerreiro esse que não conhece a palavra retroceder, mas sim a palavra ousar, descobrindo a cada dia novos modos de amar.
 
Agora eu falo sobre o amor Homem X Mulher, perco-me na beleza desse sentimento, dessa cumplicidade de casais, onde um só se completa ao puxar o outro, acolhendo o outro no seu dia a dia, é belíssimo o amor carnal.
Quantas peripécias os homens fazem em função do seu grande amor, a essa nossa outra metade querendo sempre agradar.
Não posso deixar de ressaltar uma parte do amor em que nós dá imenso prazer: a paixão, esse tempero apimentado que muitas vezes queima nossos corações. Como é gostoso quando estamos apaixonados, pensarmos em nosso amado nos afagando, nos beijando, fazendo que nosso tempo se transforme em único e quando esse amor é verdadeiro ao unirmos em gozo somos colhidos nas asas do prazer em unificação e nesse momento juntos abandonamos nosso corpo físico sendo energias que se entrelaçam e culminam o amor maior.

Só existe objetivo de uma existência se em nossas vidas deixarmos o amor entrar, pois sem o mesmo somos simples corpos a caminhar.
 
Sandra Wajman Gruner
Sandra Wajman Gruner
Enviado por Sandra Wajman Gruner em 20/04/2006
Código do texto: T141963
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Sandra Wajman Gruner
São Paulo - São Paulo - Brasil, 54 anos
116 textos (7133 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 06:34)