Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A noite

A noite desce rápida
O sono logo vem
Enquanto existe sono, há vida.
E dormimos na noite

Outra noite, noite qualquer,
Que também desce em velocidade inalcançável
(na velocidade da luz)
Não queremos dormir, ignoramos o sono

Bocejando, à luz da lua
Ou talvez sem lua
Talvez no outono, no inverno
Na primavera, ou mesmo no verão

Sempre dormimos, diante do sono
Entregamos-nos, como guerreiros
Que entregam suas armas
Mas ainda desejam ter as suas almas

Pois sabem que não perderam tudo
Têm um dia pela frente. Assim como eles
Esquecemos todo o passado e
Quando dormimos queremos, ainda, acordar

Algumas noites exigem esforços
Bocejamos o sono e a preguiça
Em meio aos sons da noite não dormida.
Porque a noite é assim preguiçosa, amolecida.
Gustavo Chaves
Enviado por Gustavo Chaves em 21/04/2006
Código do texto: T142829
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Gustavo Chaves
Mundo Novo - Bahia - Brasil, 27 anos
17 textos (830 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 01:57)