Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

FACES DO AMOR


Decifrar o amor em faces tantas
A própria metáfora serias pueril
Se és profundo e singular
Viveremos então a profetizar?

Ambíguas sutilezas inspiram muitas vezes,
A arte de se fazer imitar, em demasia.
A vontade de senti-lo  se estais tão  perto,
Tornando  medos  às  verdades em descoberto

 -  se perguntares a mim mesma, os porquês,
 da realidade que apresenta-se,  há concordância
Embaralha os pensamentos em dissonância,
Veríamos  o poder do sinônimo   sofrer?

Associações,  termos , palavras são tantas...
Chega   a desacreditar  os sentidos
Calunia  o consciente, quando se pensa
Que se tem o amor em abundância.
Ser múltiplo,  tal  à palavra em ascensão,
Traz  o mistério  do inquietante desejo,
Se aprendes a julga-lo em verbo presente
Saberias que no futuro não o terias feito.

Ligado a chave de amargurar em  sofrimento
E, mesmo assim querer senti-lo?
No  sentido  à-toa,  súplica  esperança.
De anti ver os teus  sonhos  transformarem-se em riso.

Mais ...
Quando   adentrar o teu corpo, sem espaço
Enobrece  por reluzir  o azul transparente,
Substitui  a melancolia,  demasiado atrevimento
Deixai que o amor transborde  eloqüente
Tomar posse  desse coração  transparente.


Morgana Rosa
Enviado por Morgana Rosa em 19/11/2004
Código do texto: T143

Copyright © 2004. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Morgana Rosa
Salvador - Bahia - Brasil
248 textos (11185 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 29/09/16 19:07)
Morgana Rosa