Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Amor Vestal

O tempo cai macio
- dizem,igual ao sereno -
o tempo não deixa perdoar
- dizem à flor perene!

Lá de cima,
envolto em alguma
estrela embriagada
me sossego;
talvez me vendo,
talvez fingindo,
voando num passado
bem alado.

Se fiz por quer,
foi falha indecisa
dos deuses
proventores,
que,com suas idas e vindas
fazem amor,bem parecido!

E se me perguntam
o que fiz.
Digo que não sei.

Só levantam
teorias enfim.
Teses de nós poucos!

Mas que tem arisca mulher
rosada, nesta história,
-Juro meu irmão -
isso tem até colher
que trás fruta fresca!

Tem mocinha indecisa,
quase maior idade,
nascida prá provocar,
vestida de sexo e texto,
com amores de avental,
até à cintura,
num homem que se sufoca
até com ar fresco!
José Kappel
Enviado por José Kappel em 22/04/2006
Código do texto: T143139
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
José Kappel
Nova Friburgo - Rio de Janeiro - Brasil
2147 textos (26782 leituras)
1 e-livros (125 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 12:42)
José Kappel