Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Beijos Doces

Vejo o céu e digo:
é prá que vou;
vejo o céu novamente
e digo:
é prá lá que não quero ir.
E penso sozinho,
da água do mar
não bebo,
e deste céu nada me absorve.
Me mandam flores
em formas de estrelas.
Viro casulo
do tempo
sem medidas.
Se eu for,
vou, mas não vou sozinho.
Se quer, me acompanha
de arma em punho.
Lá longe, lá no céu,
está cheio de espaços.
Se querem me tornar
um pedaço dele,
não precisam se preocupar.
Se for beber o vazio,
Bebo no meu bar mesmo!
Pois lá pelo menos
tem saias de rondão!
José Kappel
Enviado por José Kappel em 22/04/2006
Código do texto: T143147
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
José Kappel
Nova Friburgo - Rio de Janeiro - Brasil
2147 textos (26783 leituras)
1 e-livros (125 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 18:16)
José Kappel