Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Quem me dera...

Ah! Quem me dera ser poeta
Poder falar de tudo que me vai na alma
Saber fazer rimas e versos
Mostrando como é o meu sentir
Ah! Quem dera que as pessoas me entendessem
Que soubessem como me sinto
Queria saber versejar minhas dores
Meus amores
Queria traze-las para dentro de mim
Para que soubessem como sou
Que sentissem todo o sentimento que há em mim
Tudo que aqui está 
Guardado em meu ser
Queria mostrar minha alma
E tudo que nela está
Todos os risos, as lagrimas
Meus encantos e desencantos
As dores e alegrias já vividas
Os gritos que ainda estão presos em minha garganta
As gargalhadas que ainda não gargalhei
Tudo que habita em mim
O turbilhão de emoçãos que trago em meu peito
Quem me dera ser poeta
Ah! Quem me dera...

***

"ÐäMå Ðë ÑëG®ö"

Apenas uma mulher que já riu, amou, se entregou e chorou.
Escrevo o que sinto, como sinto quando sinto.
Longe, muito longe de ser uma poetisa sou apenas alguém que sente!

***

Beijos
Dama De Negro
Enviado por Dama De Negro em 22/04/2006
Código do texto: T143343

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Dama De Negro
São Paulo - São Paulo - Brasil
1890 textos (146142 leituras)
2 e-livros (329 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/12/16 13:06)
Dama De Negro