Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

PALAVRAS ESCRITAS

Amor, antes que chegue a hora da morte,
Quero deixar-te umas palavras escritas
Num livro de onde não serão proscritas,
Para que saibas que foste minha boa sorte.
Não chores diante do meu corpo inerte.
Deixa sair de teus lábios prece convicta,
Porque é dela que a alma necessita,
Como a abelha do néctar que a flor verte.
Teu grande amor me deu alegrias plenas.
Ainda sinto teus braços fortes na cintura,
Conduzindo-me ao leito de açucenas,
Onde os momentos de lúcida loucura
Deixavam-me em êxtase total, serena,
E hoje vão comigo à tumba escura.

13/12/03.
Maria Hilda de Jesus Alão
Enviado por Maria Hilda de Jesus Alão em 02/05/2005
Código do texto: T14383

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Cite o nome do autor). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Maria Hilda de Jesus Alão
Santos - São Paulo - Brasil
848 textos (343133 leituras)
19 áudios (10580 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 02:50)
Maria Hilda de Jesus Alão